quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

BNDES aprova R$ 736,8 milhões para hidrelétrica entre Pará e Amapá


http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/bndes/bndes_pt/Institucional/Sala_de_Imprensa/Destaques_Primeira_Pagina/20121213_jari.html

   
13/12/2012
A diretoria do BNDES aprovou financiamento de R$ 736,8 milhões para a construção da Usina Hidrelétrica Santo Antônio do Jarí, entre os municípios de Almeirim, no Pará, e Laranjal do Jarí, no Amapá.

A usina terá capacidade instalada de 373,4 MW, com início de operação prevista para 2014. O projeto contempla uma linha de transmissão própria de cerca de 20 quilômetros, que fará parte da interligação do circuito Tucuruí-Macapá-Manaus ao Sistema Interligado Nacional.

O empreendimento, que faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), é prioritário para o País e irá reforçar o suprimento de energia elétrica na região Norte. Serão criados cerca de 1,8 mil empregos diretos e 2 mil indiretos durante as obras, a maior parte contratada na região.

Os recursos financiados pelo BNDES serão destinados à Sociedade de Propósito Específico ECE Participações S/A, subsidiária integral da Companhia Energética do Jarí, que, por sua vez, é subsidiária da EDP – Energias do Brasil. Do total dos investimentos previstos, de R$ 1 bilhão, o Banco financiará 67,1%, incluindo o apoio aos projetos sociais no entorno da usina, que vão além das obrigações previstas no licenciamento ambiental, visando melhorar as condições sociais da área do empreendimento.

Tais investimentos contemplam a construção de uma infraestrutura adequada (rede de esgoto, de abastecimento de água tratada e iluminação pública) e a instalação de equipamentos de lazer na Vila São Francisco do Iratapuru, próxima à hidrelétrica.

A SPE também destinará recursos para o aprimoramento da extração de castanha do Pará, com a aquisição de fornos, lampiões e purificadores de água, que melhorarão as condições de vida e trabalho dos castanheiros. Atualmente, eles permanecem isolados na floresta por quatro meses, em locais sem acesso à eletricidade.

A usina será a fio d’água. O reservatório ocupará uma área relativamente pequena, sendo que a maior parte já é inundada em épocas de cheia do rio. A barragem será feita acima do conjunto de cachoeiras, preservando vazão suficiente para manter a queda d´água natural.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...